MEC participará de reuniões na França e Rússia sobre educação

17 de novembro de 2015 - 14:27

O secretário-executivo do Ministério da Educação, Luiz Cláudio Costa, participa nesta segunda e terça-feira, 16 e 17, de reunião da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em Paris, França. Costa vai debater as políticas de educação e os instrumentos de avaliação da entidade. Na quarta-feira, 18, o secretário participa da 3ª Reunião de Ministros da Educação dos Brics (grupo de países em desenvolvimento que inclui Rússia, Índia, China e África do Sul, além do Brasil), na Rússia.

Na OCDE será apresentada uma nova série de publicações que fazem uma análise comparativa sobre as políticas e reformas educacionais em seus países membros. O relatório Education Police Outlook – Brazil, foi elaborado com o envolvimento direto da Secretaria Executiva, e traz um balanço tanto dos principais avanços da educação no Brasil quanto dos desafios.

Um dos pontos destacados no documento é o regime descentralizado de educação no Brasil, pautado pela colaboração e pactuação federativa e pelos esforços para a solução de disparidades entre regiões e instituições em termos de acesso, qualidade e financiamento da educação. Também será apresentada a melhoria dos resultados do Brasil em matemática, leitura e ciências no Pisa 2012.

Costa, que é vice-presidente do Comitê de Governança do Pisa, acompanhará reunião que discute a participação brasileira nas avaliações Pisa e Talis.  Enquanto o Pisa avalia os primeiros anos do ensino fundamental, a Talis tem como foco o ambiente de aprendizagem e as condições de trabalho que as escolas oferecem aos professores do ensino fundamental regular do sexto ao nono ano.

Em reunião do Comitê Políticas Educacionais da OCDE, serão debatidas as políticas de integração migratória nas escolas públicas.
Brics – Na terceira reunião de ministros da Educação do Brics serão discutidos temas como educação superior e mobilidade; educação profissional e aprendizagem ao longo da vida; harmonização de indicadores de educação dos Brics; e qualidade da educação.

Também será discutido o estabelecimento da Universidade em Rede, que tem como temas prioritários para a cooperação a energia, a ciência da computação e segurança da informação, estudos do Brics; ecologia e mudanças climáticas, recursos hídricos e tratamento da poluição e economia.

 

Fonte: Portal do MEC